Mapeamento de Processos 4.0 – uma visão integrada

Que a Indústria 4.0 é uma realidade todos concordam. E, claro, quando digo realidade não estou dizendo que já está devidamente implementada, com todas as suas possibilidades; apenas que já existe um conceito formado, uma direção a ser seguida. E as empresas que se colocarem fora dessa nova direção, em curto ou médio prazos certamente estarão fora do mercado.

Mas, em quais níveis essa transformação do 4.0 realmente chegou?

Particularmente eu vejo de forma mais clara nas relações pessoais, na suavização das estruturas hierárquicas – aproximando as “pontas”. E, claro, cada vez mais estimulamos o desenvolvimento de projetos com colaboradores de diferentes áreas – e aí entra um festival de novas metodologias: Design Thinking, Design Sprint, Agile – com seus famosos squads, dentre vários outros. E todas essas metodologias têm agregado sim, não estou falando em tom pejorativo.

As empresas também têm mostrado uma receptividade maior também a novos softwares, App, API e mais uma infinidade de opções (que nem sempre são “soluções” de fato), entendendo que quanto mais tecnológico forem, mais produtivas, inovadoras e mais 4.0 serão.

E tudo isso faz algum sentido sim, é um caminho. Mas fazer com metodologia diferente ou usar um software diferente é “forma”, é ferramenta. Está em um nível mais superficial.

Há um ponto dentro das empresas, principalmente falando em indústrias, que ainda não sinto essa pegada inovadora, que é o Mapeamento de Processos.

A busca por identificar desconexões e encontrar causa raiz de erros, falha ou “não conformidades” – como o pessoal da Qualidade prefere chamar, ainda é executada praticamente da mesma forma desde que o sr. Toyota começou com a ideia de eficiência.

E é esse o ponto que hoje, durante as consultorias que executamos, vemos como mais delicado – crítico – esquecido. O Mapeamento ainda não contempla de forma integrada no diagnóstico, as habilidades e deficiências pessoais dos colaboradores envolvidos – o famoso Perfil Comportamental.

OK Thiago, vou parar de ler agora e chamar o pessoal do RH para a conversa. NÃO.

Esse é o ponto. Isso não é conversa de RH – embora, sim, eles adoram falar disso. Mas não estou referindo somente a testes DISC ou algo do gênero.

O que quero trazer na discussão é:

O seu gerente financeiro é uma pessoa que lida bem com pressão? (Claro! Você deve responder. Quem de finanças não aguenta pressão?)

Mas digo, se tivermos uma crise muito forte de mercado e houver disparada do dólar, ou algo que afete diretamente seu negócio e ele tiver que trabalhar com uma pressão (nunca antes ocorrida em sua empresa), ele tem o perfil adequado? Isso apareceu no relatório do Mapeamento de Processos da consultoria que vocês contrataram?

Eu me arrisco a dizer que não.

Então, o convite que eu venho fazer hoje é para darmos um passo adiante na gestão dos processos, na gestão da qualidade, na gestão da eficiência.

Vamos avançar de um “Mapeamento de Processos”, para um “Mapeamento Integrado de Pessoas e Processos”.

Sem romantismo, sem palestra de PNL, sem treinamento de líder coach. Foco em produtividade e agilidade de execução.

Treinamentos, palestras, eventos, são sempre bem-vindos. E são necessários. Mas se não tivermos a pessoa com o perfil certo, sentado na cadeira certa, podemos ter os processos mais bem estruturados, com as ferramentas mais modernas e o melhor facilitador de Sprint do planeta – seu processo não estará em nível de Excelência.

Estamos num momento de repensar não somente a forma com a qual queremos executar nosso trabalho, mas principalmente se estamos realmente alinhados com os desafios e recompensas que esse pode trazer.

Transforme o Mapeamento de Processos em atividade estratégica dentro de sua empresa e veja seus resultados serem transformados de uma forma incrível – às vezes, apenas trocando algumas pessoas de lugar.

Conte com a Núcleo de Resultados.

Grande abraço. E um excelente 2021.

Thiago Altoé de Souza

Head de Operações da Nucleo de Resultados.

Abrir o WhatsApp
Podemos te ajudar pelo WhatsApp
Olá, podemos te ajudar?